Você está na moda???


Moda é uma definição que vem da estatística. Pelo menos é o que o professor  nos contou quando fiz essa “cadeira” (com grande sufoco) na faculdade em tempos passados, por que meu negócio são as letras, não os números. Mas enfim, moda é  “o valor que detém o maior número de observações, ou seja, o valor ou valores mais freqüentes”, segundo a wikipédia.

Nesse mar de futilidades em que nadamos a maior parte do tempo, recheado de coisas inúteis, de conceitos criados por desocupados de carteirinha, ou por grupos com interesses comerciais, além de nadar, convém aprender a levitar;  pelo menos não submergir  para se descontaminar.

Quando assuntos tão relevantes, como a cor das unhas passa a ocupar horários nobres dos programas de TV, deveria acender uma luz vermelha: se não na emissora, pelo menos no cérebro das pessoas. Uma luz e mais um sinal sonoro – tipo ambulância- quando

a preocupação  passa a ser: uso  uma de cada cor?  E as dos pés? Será que de outra cor?  Porque se combinar, “é cafona”. Meu Deus, que dilema crucial! Capaz de o sol se recusar a nascer no dia seguinte, se isso ficar indefinido!

Há pouco tempo, ser cafona era não combinar as cores: de unhas, de bolsa e sapato, de roupas, etc. Agora é o contrário. É a tendência!

Decoração de casa também tem tendência. É fácil trocar a mobília toda hora, com os preços que são praticados no nosso rico (de belo) país.

Esse marketing todo bate diretamente na auto-estima das pessoas. No meio dessa lenga-lenga, quem precisa de aceitação, que não consegue se ver e se gostar e daquilo que tem, é uma vítima fácil de toda essa produção intencional de soluções para nossa vida, que eles conseguem fazer parecer tão desinteressante, se ela não for igual ao padrão do momento. Criado por quem?

Estar na moda é se sentir bem. Ter unhas saudáveis, vestir roupas confortáveis. Sapatos, também. Eu adoro botas, tipo botinas.  Adoro coletes, tenho vários. Esses cheios de bolsos. Coisas de quem gosta de “camperear”. É meu estilo. Cada um tem o seu. Se está na moda?  Claro! Na minha, e ponto.

Para mim, ser cafona é não usar o que eu gosto, mas o que os outros querem que eu use. Eu uso e combino o que eu quero. O item mais importante sempre parece ser o bom senso. Mas enfim,  deixa você feliz pintar uma unha de cada cor, então pinte. Mas não precisa alguém vir dizer que isso é moda. Apenas faça porque acha legal e gosta. E se achar que deve combinar mãos e pés da mesma cor, também faça. Quem tem alguma coisa com isso?  Só você mesma, ora!   Deixe os rótulos para quem os cria.

Viva e seja feliz. Procure sempre por aquilo que lhe faz bem. Os outros…deixa eles pra lá. Eles não secam as suas lágrimas quando você está triste, “na fossa”. Eles são apenas os outros. As decisões são sempre suas. Só aprende quem tenta, se arrisca. Os arranhões serão sempre na sua pele, mas a satisfação de ousar e fazer também!

Anúncios

Um comentário sobre “Você está na moda???

Opine, participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s