Não te amo mais. Será?

Algumas coisas parecem nos dizer verdades irrefutáveis, e ainda assim pode ser apenas uma questão de perspectiva, de ângulo.

Leia o poema abaixo de Clarice Lispector:

Não te amo mais.

Estarei mentindo dizendo que

Ainda te quero como sempre quis.

Tenho certeza que

Nada foi em vão.

Sinto dentro de mim que

Você não significa nada.

Não poderia dizer jamais que

Alimento um grande amor.

Sinto cada vez mais que

Já te esqueci!

E jamais usarei a frase

EU TE AMO!

Sinto, mas tenho que dizer a verdade

É tarde demais…


Triste, não?  Parece o final de um grande amor!

Agora leia o poema de baixo para cima.  Leu?  E então?

Nossa língua portuguesa tem destas coisas. A vida muitas vezes também.   Às vezes temos que virar certas coisas de ponta cabeça para só então “sacar” o verdadeiro significado. Quando tudo parecer perdido, insista; pode apenas ser um disfarce, uma questão de perspectiva!

Anúncios

Opine, participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s