Dizer por dizer ou calar?

Faz alguns anos que tenho um site, que é estático, com uma linguagem que só a web-designer domina, com o intuito de divulgar meus livros e possíveis palestras na área de auto-conhecimento.  A menos anos criei meu blog, uma forma de expressar, divulgar e compartilhar vivências, experiências e opiniões.

Hoje em dia todos podem ter um blog. Basta ter vontade e acesso á internet. É como acessar as redes sociais.  Cada um tem e sabe  (ou não) seus motivos de aderir e participar e quando.

Passo dias, semanas por vezes, sem postar nada. E daÍ?  Temos nossas fases: tempo de dizer, tempo de calar; tempo de ouvir, tempo de deixar de ouvir; tempo de correr, tempo de parar; tempo de escrever,  tempo de refletir.

O tempo é meu. O tempo é de cada um. Mais importante que seguir padrões pré-estabelecidos e estabelecer os próprios, dentro do seu tempo. Isso é respeitar a própria natureza.

Escrever por escrever, nessa fase em que estou apenas observando, seria desrespeitar esse tempo fundamental em que preciso apenas calar.

Tudo tem seu tempo debaixo dos céus. Harmonizar esse processo é também comunicar.  Afinal, o verbal é apenas uma ínfima parte do grande todo.

Numa era de excessos de toda ordem, calar cria um vácuo de paz. Um espaço interior onde você reina. Apenas você, no seu tempo. 

Anúncios

2 comentários sobre “Dizer por dizer ou calar?

  1. No ano passado passei 4 semanas numa Clinica para reconvalesenca por causa dos meus problemas de coluna. Fizemos muitos trabalhos em grupo. E diversas vezes o Exercício de sair com o grupo natureza á fora guiados pelo lider, mantendo silencio absoluto. De início foi difícil de ficar calado. Tudo depende de treino, Tenho que dar-te razao é de imensa importancia o silencio. Ele revigora espírito e alma e libera forcas de criatividade. Pois no nosso grupo antes dos exercícios de silencio estámos desanimados e sem idéias nas horas dedicadas para a criatividade, todos dentro de suas possbilidades e talentos derepente com vontade e prazer, comessamos a desenhaar, pintar, esculpir, escrver, eu descobri a fassinacao da ceramica para mim até o momento fiz muita pintura em porcelana. Mas moldar o barro com as próprias maos nao é só prazer ele nos mostra as fronteiras, nao é possível fazer o que se quer há leis que se deve seguir, vai muia peca no lixo antes de se ter exito e poder apresentar uma obra queimada, glasurada em cores desejadas, Tanto maior a alegria quando se descobrio o segredo e pode apreciar sua obra pronta.

    Curtir

    1. Bacana Elstor. Só entende essas coisas quem passa pelo processo. A tagarelice diária arranha a superfície, nem isso.É como o pó que se acumula sobre a superfície da atividade anterior…Para se tocar aspectos mais profundos e relevantes (que façam diferença) só com silêncio, reflexão e depois a ação emerge expontânea, cheia de força e peculiaridades só nossas…
      Grande abraço amigo!

      Curtir

Opine, participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s