Quer mudar sua vida? Ver novos horizontes?!

                                                                 Sunset at Douro River photo@EthelP

Algumas pessoas são  fonte de inspiração e mudança para quem se sente “empacado”, andando em círculos, sem ver saída.  Brilham e compartilham o seu brilho com o mundo! Lindo isso!

Consciência sempre foi e sempre é a resposta. Sem ampliar nossa visão interna não ampliaremos nosso mundo externo.

O grande psicólogo e filósofo  americano William James tem uma frase, que por sugestão minha escolhemos para nosso tema de formatura em Psicologia, em 1995:

“A maior revolução dos nossos tempos é a descoberta que ao mudar as atitudes internas de sua mente, o homem pode mudar a realidade externa de sua vida”.

Grande verdade. Deveria ser uma reflexão diária.

“Conhece-te a Ti mesmo e conhecerás todo o universo e os deuses, porque se o que procuras não achares primeiro dentro de ti mesmo, não acharás em lugar algum.”    Sócrates

Resumindo,   Homem conhece a ti mesmo – escrito no Oráculo de Delfos, nos tempos de Sócrates. O ser humano teve séculos para aprender, e o que fez até agora?

Repete os mesmos erros, as mesmas historinhas, as mesmas desculpas, insiste nos mesmos hábitos enraizados que levam sempre ao mesmo lugar…cada um sabe do seu!

Se estiver satisfeito, nem precisa continuar, esse post  não é para você. Mas se procura mudança e resultados diferentes em sua vida, assista esse vídeo

E 2019 chegou…

photo@ethelP
@ethelP

A cada novo ciclo temos a oportunidade de renovar, descartar o que não  será mais útil, preencher com novas metas, novos sonhos, novos objetivos, e agir!

Nada mais certo que o velho ditado : Aguas passadas não movem moinhos”.

Velhas crenças, que nunca acrescentaram nada na nossa vida, devem ser despachadas  junto com o velho calendário. Assim como ele, não servirão para mais nada. São entraves, obstáculos, que precisam ser reconhecidos e removidos, para não  ‘dar de cara’  com eles novamente em diferentes roupagens.

Questionar nossas certezas pode ser um bom exercício para iniciarmos o novo ano. Nossa visão tridimensional é bastante limitada e gosta de nos iludir. Não  houvessem pessoas arrojadas que não se conformaram com o estabelecido ainda estaríamos vivendo em cavernas e caçando para sobreviver.

Século XXI, ano de 2019, época  para crer e agir,  usar o próprio poder de criação que é inerente a cada um.

Use o seu próprio poder a seu favor e dos demais, mas não o doe para terceiros e fique a deriva se lamentado… Tudo são decisões, escolhas. Se ficar na dúvida, você obterá dúvida.  O que enviamos, é o que volta para nós. Isso é uma Lei Universal, imutável.  Se plantar milho colheremos feijão?? Claro que não! Sao leis que regem nosso existir.

Amplie seu campo consciencial para voar mais alto e ver o quadro mais completo. Quando  estamos deitados, nosso campo de visão é um, sentado outro, e de pé outro. Imagina se tirarmos eles do chão?  Quanto mais alto, mais ampla a visão.

Por que todos os castelos, burgos, fortes, etc.  foram construídos no alto dos morros?!   Obviamente não era por medo de enchentes, o que até tem lógica, mas era para visualizar a chegada do inimigo e se preparar.

Então,  que tal  voar alto e inspirar outros a fazer o mesmo, como disse Elizabeth Kubler Ross, médica e psiquiatra austríaca:   “A  águia gosta de pairar nas alturas, acima do mundo, não para ver as pessoas de cima, mas para estimulá-las a olhar para o alto”.

Minha dica para esse ano novinho que temos pela frente :  VAMOS VOAR ALTO…Uhuuuuu…

@ethelP

 

 

E chegou dezembro…

O ano fez zummmm e sumiu!

2018 esta virando historia, e 2019 chegando, cheio de incógnitas!

Gratidão pelo que foi e gratidão pelo que vem!

Que cada um faca o seu melhor!

Que a luz brilhe cada vez mais, assim as sombras serão identificadas e escolhas melhores poderão ser feitas!

Desejo para todos nos um Natal cheio de carinho e um Ano Novo cheio de fe esperança!🎄🌲❤️

Esta noite tive um sonho…

 

                                                                                                     photo by @ethelP

Estava sentada no alto de uma montanha admirando a paisagem. De repente percebi uma presença. Não era física, mas também não era invisível. Era perceptível.

_  Quem está aí?

_ Sua outra metade.

_ Outra metade?

_ Sim, seu Eu silencioso, que só vem quando há silencio. Minha comunicação não  é com palavras…

_ Sei… e tem algo que queira me comunicar?

_ Quer “ouvir”?  Como disse Rumi, o poeta sufi,  ‘atenta para as sutilezas que não se dão com palavras’.

_ Sim…a voz do silêncio!  É onde reside a verdadeira sabedoria.

_  Isso mesmo. É preciso sentir,  para captar. Tudo é energia, e, informação.

_ Universo fantástico esse? Concorda?

_ Plenamente…!

_ O que quer me contar?

_  Que senti seu sonho da noite passada…

_  Ah sim?!

_  Sim, em como seria se todos os humanos pudessem receber o vírus do bom-senso!

Se pudessem ser tocados pelo equilíbrio e neutralidade, para olhar com objetividade para

o privilegio de estarem vivos!  Sem serem tendenciosos,  sem emocionalismo dramático!

_ É…foi um sonho!  Se o vírus do bom-senso se propagasse, nossa realidade seria outra!

_ Continue sonhando…Tudo nasce na mente primeiro…!

E então acordei!

 

Poema Sufi ( Rumi )

Ninguém fala para si mesmo em voz alta.
Já que todos somos um,
falemos desse outro modo.

Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma
Fechemos pois a boca e conversemos através da alma
Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo.

Vem, se te interessas, posso mostrar-te.

 

Escrever é materializar pensamentos…

Gosto de adotar as palavras do escritor americano R.W. Emerson – “A sinceridade é o único modo de falar e escrever que não passará jamais da moda. Escreve para um público eterno aquele que escreve para si mesmo. Apenas a palavra que haveis encontrado tentando satisfazer vossa própria curiosidade é digna de ser publicada. Somente aquele que é aproveitável obtém  proveito.”

 

Considero isso a mais profunda verdade. É uma maneira de se manter fiel a si mesmo e aquilo em que se acredita. 

Ao escrever e publicar algo, estamos emitindo uma energia, e somos responsáveis por ela. Se queremos melhorar o lugar em que vivemos, temos que escolher com consciência e discernimento o que propagamos.  A produção intelectual pode gerar tanto lixo quanto o plástico que rola a céu aberto impactando o ambiente, só que no âmbito mental.

Por isso, ao escrever algo procuro me ater a esses princípios. Emitir palavras aproveitáveis. Seja em livros, posts, contos, poesias, etc.

                                                     Ler faz bem, escolher também!

 

 

 

 

 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: