REVERÊNCIA

estampa

 

Quando somos capazes de nos curvar diante da natureza e reverenciá-la,

estabelecemos uma profunda conexão com ela.

Ela cuidará de nós, se a cuidarmos.

Nada que possamos experenciar aqui neste plano, vai além do amor,

 do respeito e da consideração pela Terra e de todos os seres que a habitam.

Quando este vínculo é rompido, as adversidades se instalam,

das mais variadas formas.

 Os que tem bom senso, refletirão sobre os acontecimentos;

os demais irão reclamar e tentar achar culpados.

 

Mulheres celtas

Jamais permita…


Jamais permita que algum homem a escravize: você nasceu livre para amar,
e não para ser escrava.

Jamais permita que o seu coração sofra em nome do amor.

Amar é um ato de felicidade, por que sofrer?
Jamais permita que seus olhos derramem lágrimas por alguém que nunca fará
você sorrir!
Jamais permita que o uso de seu próprio corpo seja cerceado.

Saiba que o corpo é a moradia do espírito, por que mantê-lo aprisionado?
Jamais se permita ficar horas esperando por alguém que nunca virá, mesmo
tendo prometido!
Jamais permita que o seu nome seja pronunciado em vão por um homem cujo
nome você sequer sabe!
Jamais permita que o seu tempo seja desperdiçado com alguém que nunca terá
tempo para você!
Jamais permita ouvir gritos em seus ouvidos.

O Amor é o único que pode falar mais alto!

Jamais permita que paixões desenfreadas transportem você de um mundo real para outro que nunca existiu!
Jamais permita que os outros sonhos se misturem aos seus, fazendo-os virar
um grande pesadelo!
Jamais acredite que alguém possa voltar quando nunca esteve presente!
Jamais permita que seu útero gere um filho que nunca terá um pai!
Jamais permita viver na dependência de um homem como se você tivesse
nascido inválida!

Jamais se ponha linda e maravilhosa a fim de esperar por um homem que não tenha olhos para admirá-la!
Jamais permita que seus pés caminhem em direção a um homem que só vive
fugindo de você!
Jamais permita que a dor, a tristeza, a solidão, o ódio, o ressentimento, o ciúme, o remorso e tudo aquilo que possa tirar o brilho dos seus olhos a dominem, fazendo arrefecer a força que existe dentro de você!
E, sobretudo, jamais permita que você mesma perca a dignidade de ser
MULHER!!!

(Poema celta)